Cala Bassa comemora 10 anos de Redomão na Lagoa

Centenas de crioulistas do Brasil, Argentina e Uruguai lotaram as dependências do Pavilhão de Remates Silvio da Silva Tavares, na noite do último sábado (2), durante o 10º Leilão Redomão na Lagoa.

Evento reuniu brasileiros, argentinos e uruguaios

O pregão integrou a programação do Tempranito 2017, realizado no parque Visconde de Ribeiro Magalhães da Associação Rural de Bagé (RS).

Marcelo Moglia na abertura do remate

“Participo do evento desde a sua primeira edição. É um exemplo de organização. Além de colaborar para a evolução da raça Crioula, o Redomão na Lagoa congrega os criadores e fomenta a participação das famílias em torno do cavalo”, destacou Gilberto Loureiro de Souza, o “Alemão” Gilberto, médico veterinário, ex-superintendente do Registro Genealógico da ABCCC e titular da Cabanha A Tala de Dom Pedrito(RS).

Cala Bassa ofertou animais de linhagens consagradas nas pistas

O proprietário da Cabanha Cala Bassa, Marcelo Moglia, abriu o leilão agradecendo a todos que participaram destes 10 anos de Redomão. “Sem o empenho de nossa equipe e familiares não teríamos chegado até aqui. Também o nosso muito obrigado aos criadores que acreditaram em nosso projeto. Hoje o evento está consolidado e por isso estamos brindando à data”.

O GC de Esteio, Bem Criado Cala Bassa foi um dos destaques do pregão

Nesta edição comemorativa, o pregão foi dividido em duas etapas. Na primeira, conduzida por Artur Pires de Freitas, da Macedo Leilões, foram comercializados dez destaques do criatório, como o garanhão Bem Criado Cala Bassa, o grande campeão da Expointer no ano de 2012 e filho de Piraí 1569 do Brazão, GC de Esteio em 2009. Os animais vendidos são fruto de uma parceria da Cala Bassa com a Cabanha Dom João, de Eldorado do Sul (RS).
A segunda bateria foi conduzida por Fábio Crespo da Parceria Leilões, com a venda de 53 lotes de potros e potrancas de 2 anos. Os exemplares estão habilitados para participarem da prova Redomão na Lagoa no mês de janeiro, na Estância da Lagoa, em Aceguá (RS), fronteira do Brasil com o Uruguai.

Marcelo Moglia reuniu colaboradores e familiares para a foto oficial do remate

Durante e depois das vendas, os promotores realizaram várias brincadeiras e sorteios com os investidores do remate.