Genética Fazenda Eldorado cresce e atinge quase R$ 2 milhões em remate

Ronaldo Alves em meio as doadoras na Fazenda Alvorada

O Genética Fazenda Eldorado entrou na sua sexta edição e o cuidado em cada detalhe, da decoração à preservação histórica de uma dinastia zebuína campeã, esteve presente até na decoração da mesa montada dentro do tatersal para receber neloristas de várias regiões do país. Quem participou do pregão do último domingo, dia 26 de novembro, em Pontalinda, conferiu de perto a qualidade evolutiva de uma das marcas mais respeitadas nacionalmente, hoje completada pelo sufixo CGal – Condomínio Galera.

Na mesa preparada para acomodar os presentes, um caminho trilhado pelo café e pela pimenta, junto a um vaso de flores, ilustrava uma imagem simbólica dos commodities produzidos na região. O vermelho dando um contraste de paixão, sentimento este que Ronaldo Alves não conseguiu esconder ao falar de sua trajetória e seleção, enchendo os olhos de lágrimas durante a apresentação dos animais, minutos antes da batida do martelo.

A raça nelore entrou na vida do pecuarista há 16 anos e, atualmente, um dos leilões mais aguardados acontece na Fazenda Eldorado, do saudoso Helder Galera, que foi sócio de Ronaldo Alves. O local é um reduto de grandes animais, pois preserva o berço da raça nelore, provenientes da marca consagrada, J. Galera. Hoje com o sufixo CGal, a seleção de Ronaldo apresenta avaliações ainda superiores, com filhos sempre melhores do que os pais.

O remate batizou uma nova parceria do CGAL. O novo pecuarista é Guilherme Modesto. Natural de São José do Rio Preto, falou sobre seu início na seleção da raça. Ele participou ainda, da entrevista tradicional da abertura da transmissão pelo Canal Rural. Guilherme possui na família um histórico na agropecuária, sendo proprietário da Estância GM. Esteve junto com seu consultor financeiro, Mauricio Bertoldi.

No geral dos animais vendidos, o sexto Genética Fazenda Eldorado registrou 1,68% de crescimento em comparação ao leilão de 2016. O total na venda de quase 100 animais, sendo alguns comercializados apenas em 50%, foi de R$ 1.813.200. A média geral por animal foi de R$ 18.408,12, obtendo um crescimento ainda maior, de 4,26%. A maior média foi registrada na venda de oito aspirações, sendo superior a R$ 84 mil (R$ 84.375), gerando um total de R$ 675 mil.

As ofertas de aspiração abriu o leilão. As doadoras Maharany I FIV CGAL, Naya II FIV CGAL, Aruana 3 FIV CGAL, Seda IV FIV CGAL, Aferida 2 TE J. Galera, Zania 3 TE J. Galera, Verdana 2 J. Galera e Zania 3 TE J. Galera, deixaram o tatersal pesado imprimindo o máximo da excelência genética adquirida pelo projeto de Ronaldo Alves. Dentre as matrizes, as seis primeiras foram ofertadas com livre acasalamento, e as duas últimas com Kayak TE Ma. O pacote das nove aspirações foi conquistado pela Nelore Montana. Foi uma disputa acirrada, arrematada por R$ 126 mil.

Berlin I FIV CGAL, tem em sua base genética vários pilares da raça, tais como Itália IV, sua avó, e Espanhola J. Galera, sua bisavó

A compra aqueceu o leilão, pois logo no primeiro lote o tatersal acomodou a novilha cotada para ser um dos grandes destaques. Berlin I FIV CGAL tem precocidade e capacidade para as pistas, segundo os assessores pecuários durante o leilão, além de possuir em sua base genética vários pilares da raça, como sua avó Itália IV e sua bisavó Espanhola J. Galera. Apenas 50% dele foi comercializada, dando sociedade para a Agropecuária Vista Bela, que arrematou o lote por R$ 174 mil.

O novo sócio de Ronaldo Alves, Guilherme Modesto, também fez uma bela aquisição, ao arrematar 50% de Zathira 2 TE J. Galera por R$ 90 mil, reafirmando ainda mais sua sociedade no CGAL. Filha direta da grande matriarca Maharash II TE J. Galera, uma das mais importantes matrizes da raça nelore, Zathira era a primeira do catálogo. Ela produz 46 oócitos por aspiração.

O Leilão Genética Fazenda Eldorado também ofertou 20 machos. O resultado foi uma média de R$ 4.785, em um total de faturamento de R$ 95.700.