JMT mantém boas vendas no segundo leilão da Primavera

O 17º Brangus JMT deu sequencia à temporada de leilões da Primavera nesta quinta-feira (21). O pregão – promovido pela JMT Agropecuária de São Gabriel (RS) – foi realizado na pista de remates Ernani Kurtz de Oliveira, localizada no Centro de Eventos da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Centenas de pecuaristas prestigiaram o remate

A rodada de negócios teve faturamento R$ 1,17 milhão e média geral de R$ 5,66 mil.
Por categoria, os preços médios foram: 26 touros de 3 anos (R$ 9,5 mil); 104 touros de 2 anos (R$ 7,5 mil) e 77 vacas (R$ 2,5 mil).

Fernando Waihrich explicou as condições de negociação do pregão

O raçador JMT 10993 Al Capone – Grande Campeão Rústico Nacional e Touro Jovem Promebo 2016 – foi arrematado pelo valor de R$ 21 mil, por um condomínio de criadores de SP e MS, tornando-se a maior venda do leilão.

Premiado touro JMT 10993 Al Capone foi a maior venda do leilão.

Pecuaristas de sete estados investiram no remate: Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás.

JMT comercializou os melhores touros da geração

“O índice de recompra foi mais uma vez bastante significativo. Isso mostra a confiança que os pecuaristas têm em nossa genética. Todos os touros foram avaliados pelo Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne e pelos índices JMT, baseados no desempenho a campo. Já as fêmeas foram servidas e prenhes pelos melhores touros da cabanha”, destacou o Engenheiro Agrônomo e administrador da JMT, Fernando Waihrich.

Vacas Brangus encerraram as vendas

A organização do pregão esteve a cargo da Cambará Remates e da Central Leilões. Fábio Crespo e Lourenço Campo foram os leiloeiros.