Santo Izidro mantém tradição de grandes negócios no Angus e no Charolês

Em pouco menos de duas horas de duração em seu leilão anual, a Cabanha Santo Izidro, de Dilermando de Aguiar (RS), atingiu o faturamento de R$ 1,33 milhão na venda de 218 lotes de animais das raças Angus e Charolesa.

Criatório ofertou touros e ventres da raça Aberdeeen Angus

Criatório ofertou touros e ventres da raça Aberdeeen Angus

A 54ª edição do pregão foi realizada na tarde da sexta-feira (12), na pista de remates Ernani Kurtz de Oliveira, localizada no Centro de Eventos da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).
“Foi uma grata surpresa muito acima do que esperávamos, muito acima das médias que cogitávamos e tivemos liquidez total”, destacou o leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, responsável pela condução da rodada de negócios.

Santo Izidro é referência na produção de Charolês no Brasil

Santo Izidro é referência na produção de Charolês no Brasil

O preço médio fechou em R$ 8,2 mil nos reprodutores da raça Angus e R$ 4,37 mil nos ventres. Na raça Charolesa, os touros terminaram com média de R$ 8,05 mil por lote.

Público lotou o recinto de leilões da UFSM

Público lotou o recinto de leilões da UFSM

“Todos os animais ofertados foram avaliados pelo Promebo (Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne) e demos ótimas condições de pagamento aos compradores. São mais de 70 anos de criação e os pecuaristas conhecem a nossa genética. Por isso novamente tivemos a receptividade do mercado”, afirmou Rodrigo Mascarenhas, um dos titulares da Santo Izidro.

Red Angus na oferta do remate

Red Angus na oferta do remate

Pecuaristas de cinco estados deram seus lances e adquiriram exemplares no tradicional leilão.