Leilão Parceiros mostra a força da raça Crioula no sul do RS

A égua SJ Bella Vista foi o principal destaque do Leilão Parceiros 2017 realizado no sábado (18), no Parque do Sindicato Rural em São Lourenço do Sul (RS). A baia bragada da Fazenda São João foi comercializada por 50 parcelas de R$ 500, totalizando R$ 25 mil. O animal impressionou pelos movimentos e temperamento, características que a credenciam para a disputa de mais um ciclo na raça Crioula.

A égua SJ Bella Vista se destacou como a principal negociação da noite - Foto: JG Martini

A égua SJ Bella Vista se destacou como a principal negociação da noite – Foto: JG Martini

“A égua herdou o que há de melhor no pai, o Registro de Mérito, BT Fiador. Este é um leilão que apenas a São João organizava e nestes últimos dois anos tivemos novos parceiros. Na pista apresentamos animais de muita qualidade, por isso o retorno dos criadores”, afirmou o titular da Fazenda São João, João Alberto Cunha da Rocha Filho.

Titular da Fazenda São João em entrevista na aberta do leilão

Titular da Fazenda São João em entrevista na aberta do leilão

Outros quatro criatórios promoveram o pregão: Cabanhas do Mako e Santo Expedito de São Lourenço do Sul (RS), Cabanha Lagoa do Sol, de Santa Vitória do Palmar (RS) e Cabanha Villa Matarazzo, de Camaquã (RS) e Amparo (RS).

Criatórios da região sul do RS ofertaram animais de altíssima qualidade genética

Criatórios da região sul do RS ofertaram animais de altíssima qualidade genética

Foram arrematados 48 lotes: 41 fêmeas e 7 machos.
A condução do remate esteve a carga do leiloeiro Fábio Crespo e a transmissão exclusiva foi do Canal Rural.

Animais de todas as categorias foram ofertados no Leilão Parceiros

Animais de todas as categorias foram ofertados no Leilão Parceiros

Remate integrou programação do Núcleo de Criadores de São Lourenço

O leilão Parceiros fez parte do evento promovido pelo NCCCSLS – Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de São Lourenço do Sul, que ainda teve Concentração de Machos, Credenciadora de Inéditos, Freio do Proprietário e Freio Jovem.

Confira o resultado da Credenciadora de Inéditos ao Bocal de Ouro

FÊMEAS

1º Lugar
Guanabara Nazarena,filha de Maragato dos Alpes e SJ Temporona; criador Luis Carlos Junior e expositor Estância da Plasma
Ginete: Raul Lima. Nota: 18,645

2º Lugar
Fortuna da Roraima, filha de Pampa de São Pedro e Safira de São Pedro; criador e expositor Rivadavia Fiorillo Menarim, Fazenda Roraima – Carstro/PR
Ginete: José Fonseca Machado. Nota: 17,683

3º Lugar
SJ Cabrocha, filha de BT Fiador e SJ Viva-TE; criador e expositor Lugano Agricultura e Pecuária, Fazenda São João – São Lourenço do Sul/RS
Ginete: Tiago Duarte. Nota: 16,911

4º Lugar
Aruba da C Dois, filha de Cônsuelo do Infinito e Hussy do Infinito; criador e expositor Eduardo Ferreira Lobo, Cabanha Calil – Três Coroas/RS
Ginete: Luis Gustavo Ruas. Nota: 16,841

Credenciadora de São Lourenço do Sul qualificou novos animais para a disputa do Bocal de Ouro

Credenciadora de São Lourenço do Sul qualificou novos animais para a disputa do Bocal de Ouro

MACHOS

1º Lugar
JA Mate Amargo, filho de Equador de Santa Edwiges e JA Capitu; criador e expositor José Antônio Anzanello, Fazenda Santa Edwiges, São Lourenço do Sul/RS
Ginete: Milton Castro. Nota: 20,117

2º Lugar
PO El Tira, filho de Lutador do Purunã e Nochera Pichona; criador Gonçalo Porto Silva e expositores Estância Don Marcelino/Estância da Plasma – Lavras do Sul/RS
Ginete: Raul Lima. Nota: 19,795

3º Lugar
JA Mandraque, filho de Feriado de Santa Edwiges e Los Santa Estancia; criador e expositor José Antônio Anzanello, Fazenda Santa Edwiges, São Lourenço do Sul/RS
Ginete: Juliano Castro. Nota: 18,441

4º Lugar
Um Valete de Santa Angélica, filho de Jalisco de Santa Angélica e Intrusa de Santa Angélica; criador SUC. de Paulino e Agenor Ávila Costa e expositora Waleska Silva
Ginete: Juliano Lessa. Nota: 13,281

A avaliação técnica das provas foi de Rouget Gigena Wrege, profissional credenciado à ABCCC. Eduardo Bello Brum, Lucio Fontoura e Luciano Guisleri foram os jurados.


Criadores aproveitam o Carnaval de olho na Expozebu

A atenção do Brasil pode estar voltada à festividade do carnaval, mas quando neste cenário os criadores de zebu são colocados em pauta o foco muda completamente. É que estamos a pouco mais de dois meses da maior feira da pecuária zebuína do mundo, a Expozebu – Exposição Brasileira de Gado Zebu, que tem data fixa no calendário e para quem vai participar este é o assunto principal.

Realeza FIV Taj

Realeza FIV Taj pode ser aposta da Taj Mahal na Expozebu 2017

O criador Aciole Castelo Branco, da Taj Mahal Agropecuária, está entre os selecionadores de nelore que aproveitará o feriado para escolher melhor seus animais. Entre suas apostas está a Realeza FIV Taj. A bezerra é filha do clone da Membeca com 1646, mesmo cruzamento que produziu a Rani – vaca que teve 50% de suas cotas vendidas por quase R$ 2 milhões no Leilão do Copa.

“No momento minha maior dúvida é se faço a inscrição da Realeza para a pista de julgamento. Tenho certeza que ela se sairia muito bem, mas estão querendo ela para o leilão Carthago em março”, contou Acioli com orgulho. O criador deve levar à Expozebu em média 10 animais.

Independência FIV da Roma

Independência FIV da Roma, filha do Rambo com Uaca

O criador Marcelo Freitas da Fazenda Sobrado II passará o carnaval próximo à sua propriedade em Ituverava, no interior de São Paulo. Novo na raça (menos de dez anos como selecionador), esta será sua primeira vez na Expozebu como expositor.

“Eu e meu sócio entraremos na pista forte. Já está quase decidido que levaremos a Independência, o Bilbão e Cantiga”, contou Freitas.

Da relação de animais, a grande aposta está na Independência FIV da Roma, filha do Rambo com Uaca – a matriarca da criação de Marcelo.

O superintendente da ABCZ, Luiz Antônio Josahkian, contou que esta é uma atitude comum entre os criadores. Pelo menos é o que ele pensa quando verifica o número de inscrições. Aberta desde o final de janeiro pelo site da ABCZ, o montante de animais cadastrados atinge o número esperado apenas após o carnaval.

“É sempre depois do carnaval que os registros aumentam. Os criadores aproveitam o feriado para olhar o gado, escolher melhor os animais para pista de julgamento. É um momento de muita concentração. É o principal evento do ano”, disse Josahkian que informou que a expectativa da ABCZ é receber o cadastro de dois mil animais.

Inscrições

Os interessados em participar da Expozebu 2017 devem ficar atentos quanto ao período de inscrições que podem terminar antes do dia previsto, 23 de abril. Como consta no regulamento, caso as vagas sejam preenchidas (até a lotação dos pavilhões), a ABCZ pode encerrar o prazo de cadastro.

Lembrando que, cada expositor pode levar 15 animais de cada raça. Poderão, entretanto, ser relacionados na ficha de inscrição, até, no máximo, outros 10 animais de reserva, para possíveis substituições.
Como em todos os anos, a exposição acontece no Parque Fernando Costa, em Uberada, Minas Gerais, no período de 29 de abril a 7 de maio de 2017.

Mais informações no site www.abcz.org.br ou pelo telefone (34) 3319- 3910.


Mancha Crioula ultrapassa R$ 1 milhão em vendas. Butiá Olodum foi o grande destaque

A 14ª edição do leilão Mancha Crioula, realizado na sexta-feira (17) atingiu recorde de faturamento ao fechar as vendas em R$ 1,14 milhão. 61 lotes de animais com pelagens manchadas foram comercializados, incluindo 18 coberturas de garanhões comprovados da raça Crioula. O preço médio foi de R$ 18,25 mil.

O padreador douradilho bragado, Butiá Olodum foi o principal negócio do remate - Foto: Faby Mattos

O padreador douradilho bragado, Butiá Olodum foi o principal negócio do remate – Foto: Faby Mattos

Gonçalo Silva, leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, organizadora do evento, comemorou o resultado:  “É um leilão que tem praticamente duas décadas e vem tendo grande repercussão, liquidez, além de quebrar recordes. Começamos o ano com o pé direito”.

Público lotou o Tatersal do Cavalo Crioulo

Público lotou o Tatersal do Cavalo Crioulo

O pregão, que reuniu mais de 500 pessoas, aconteceu no Tatersal do Cavalo Crioulo, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS).

Leilão anual com animais pintados já se tornou tradicional

Leilão anual com animais pintados já se tornou tradicional

O destaque entre os negócios foi a venda de 90% do garanhão Butiá Olodum por R$ 555 mil. O reprodutor ofertado pelas cabanhas Butiá e Bertá de Coxilha (RS), é filho do campeão do Freio de Ouro de 1994, BT Butiá, que também conquistou o Freio de Bronze em 1993 e 1995.

Patron Chico Lambedura, égua importada da Argentina se destacou pela raríssima pelagem: colorada rosilha zebrada

Patron Chico Lambedura, égua importada da Argentina se destacou pela raríssima pelagem: colorada rosilha zebrada

Mancha Crioula premiou pela primeira vez os destaques por pelagens

O leilão Mancha Crioula integrou a programação que teve ainda a Prova Funcional e a Exposição Nacional de Tobianos, Oveiros e Bragados, promovidas durante todo o fim de semana. O evento reuniu mais de 150 animais.
A égua bragada Joia Rara da Aliança, de Dari Hartwig, proprietário da Cabanha Aliança, de Pelotas (RS), foi o destaque da edição. Além do grande campeonato das fêmeas, o animal levou o título de Melhor Exemplar da Raça.

Joia Rara da Aliança, conquistou os títulos de Grande Campeã e Melhor Exemplar da Raça

Joia Rara da Aliança, conquistou os títulos de Grande Campeã e Melhor Exemplar da Raça

Entre os machos, o grande vencedor foi Jogador da Maya, do expositor Dirceu Dorneles Pons, titular da Cabanha Posto Branco, de Bagé (RS).

Jogador da Maya foi o destaque entre os machos

Jogador da Maya foi o destaque entre os machos

Pela primeira vez também foram premiadas os destaques por pelagem:
Melhor Exemplar Bragada: Joia Rara da Aliança – Expositor: Dari Hartwig – Cabanha Aliança / Pelotas – RS;
Melhor Exemplar Oveira: Cordilheira da Rio Bonito – Expositor: Emprendimentos Agropecuarios Rio Bonito LTDA, Fazenda Santa Cruz / Ponta Grossa – PR;
Melhor Exemplar Tobiana: Riviera da Rio Bonito – Expositor: Emprendimentos Agropecuarios Rio Bonito LTDA, Fazenda Santa Cruz / Ponta Grossa – PR.


Leilão Virtual Gado de Corte oferta mais de 1.000 animais de criatórios matogrossenses

A Programa MT realiza o quarto leilão da temporada 2017, seguindo a mesma proposta dos demais remates promovidos pela empresa que há oito anos tem o compromisso disseminar genética proveniente do estado detentor do maior rebanho bovino do Brasil. Só no ano passado, a Programa MT conduziu cerca de 80 remates virtuais, a maioria pelo Canal Rural. “A facilidade, a comodidade e a redução de custos são alguns dos benefícios para os vendedores e compradores dos leilões virtuais que nós organizamos. Gado de qualidade para repor e melhorar os plantéis são sempre o alvo dos nossos eventos”, diz André Magela, coordenador da Programa MT.
Atualmente, o Mato Grosso possui cerca de 30 milhões de animais e abate por dia 37 mil cabeças. Nos últimos 10 anos, o pecuarista mato-grossense aumentou a produtividade em 70%, cedendo mais de 3 milhões de áreas de pastagens para a agricultura. O que significa que os criadores estão produzindo cada vez mais em menos áreas.
Na próxima segunda-feira, dia 20 de fevereiro, uma amostra do que a pecuária matogrossense é capaz de produzir será exibida no Leilão Virtual Gado de Corte, transmitido ao vivo pelo Canal Rural a partir das 21h.
Mais de 1.000 animais para cria, recria e engorda estarão à venda e visando o bem-estar desses exemplares, todos os lotes foram filmados em suas respectivas propriedades localizadas em cinco municípios do Mato Grosso: Tangará da Serra, Mirassol d’Oeste, Comodoro, Juruena e Barra do Bugres.

Foto Leilão Gado de Corte -MT

Este é o padrão de qualidade do animais em oferta no Leilão Virtual Gado de Corte

Aproveite a oportunidade, acompanhe a transmissão do Canal Rural e faça bons negócios!


Noite de gala do Quarto de Milha contará com transmissão inédita e diversificada do Canal Rural

Faltam dois dias para a festa anual mais aguardada pela família quartista. O 10º ABQM Awards & 7º Hall da Fama, será realizado no próximo sábado, dia 18 de fevereiro, no Ballroom do World Trade Center (WTC), na capital paulista.
Considerado o “Oscar da raça Quarto de Milha”, o evento vai premiar aqueles que ao longo da temporada 2016 obtiveram a maior soma de pontos em suas respectivas modalidades, classes e categorias.  Personalidades que vêm contribuindo para o fomento da raça e animais que representam todo o avanço genético do cavalo mais versátil do mundo também serão homenageados.
Para celebrar uma década de sucesso, a ABQM  (Associação Brasileira de Criadores de  Cavalo Quarto de Milha) e o Canal Rural fecharam uma parceria que promete engrandecer ainda mais esta glamourosa festa do Quarto de Milha. Neste ano, pela primeira vez, o ABQM Awards e o Hall da Fama contarão uma ampla transmissão do Canal Rural, envolvendo televisão, site e  mídias sociais. “O Quarto de Milha é uma raça forte e unida, que possui uma das associações de raças equinas mais atuantes do Brasil e do mundo. Apesar de já estar presente em nossa grade de programação, acreditamos que podemos avançar muito mais. A inovadora transmissão do ABQM Awards será o ponto de partida”, afirma Airton Leal, gerente de programação e produção do Canal Rural.
O coordenador de comunicação da ABQM, Abdalla Jorge Abib, também está confiante de que em 2017 a ABQM e o Canal Rural possam intensificar ainda mais a boa parceria que os une, trazendo bons resultados para ambos os lados. “O Canal Rural é a principal emissora do agronegócio nacional. A credibilidade e a abrangência que vocês conquistaram ao longo de 20 anos só tende a valorizar ainda mais o Quarto de Milha.  Essa transmissão especial preparada para o dia 18  fará jus ao nosso principal evento, que comemora uma década de vitórias”, destaca Abdalla.
Cerca de 30 profissionais do Canal Rural, entre diretores, coordenadores, gerentes, produtores, repórteres, apresentadores, cinegrafistas e equipe técnica, estarão atuando na cobertura do 10º ABQM Awards & 7º Hall da Fama.
A transmissão ao vivo pelo  site Lance Rural, Canal Rural X e YouTube está prevista para começar às 19h e encerrar às 23h.
Já as lives interativas no facebook do Canal Rural e do Lance Rural vão começar às 18h e terão uma hora de duração. A partir das 19h, o evento será transmitido integralmente no facebook. “ A ideia é fazer uma transmissão bem dinâmica, leve e interativa. Os internautas vão poder enviar perguntas e  comentários. Queremos fazer com que as pessoas que não estarão presentes no evento sintam-se acolhidas e façam parte junto com a gente desta badalada festa do Quarto de Milha”, explica a produtora do Canal Rural, Morgana Nunes.
O apresentador Rafael Vilella vai comandar a transmissão ao vivo.  Ele e o comentarista Fabrício Pinotti ficarão no set de gravação e serão os responsáveis pelos comentários gerais sobre as premiações e os homenageados.

Rafael Vilella

Rafael Vilella será o apresentador da transmissão ao vivo do ABQM Awards e do Hall da Fama

Já a repórter Bárbara Siviero vai conduzir as entrevistas com as personalidades em destaque  no 10º ABQM Awards & 7º Hall da Fama.

Bárbara Siviero

A repórter Barbara Siviero vai entrevistar os premiados e homenageados da festa.

A  repórter Paula Sant’Ana ficará a cargo do conteúdo online, nas lives do facebook do Canal Rural e do Lance Rural e  no instagram do Canal Rural. Durante a transmissão ao vivo pelo Canal Rural X, Lance Rural e YouTube, Paula Sant’ Ana também vai destacar os comentários da comunidade quartista, que promete prestigiar o “Oscar do Quarto de Milha”.

Paula CR

As lives do facebook do Canal Rural e do Lance Rural serão feitas pela repórter Paula Sant’ Ana

Você, criador, apaixonado por cavalos, ou seguidor das nossas redes sociais, desde já, seja muito bem-vindo! Estamos trabalhando com muito empenho para juntos desfrutarmos de uma noite inesquecível para o Quarto de Milha! Contamos com a sua audiência e a sua participação na transmissão ao vivo do 10º ABQM Awards & 7º Hall da Fama, dia 18 de fevereiro. Até lá!!


Julgamentos em pista e a campo movimentam a Expoinel Minas

O Julgamento em pista dos animais da raça nelore inscritos na Expoinel Minas avança para o quarto dia. Nesta quinta-feira, 16 de fevereiro, os machos começam a ser julgados no Parque de Exposições Fernando Costa e a disputa promete continuar acirrada. A Expoinel Minas é uma das exposições obrigatórias para os criadores e expositores que disputam o Ranking Nacional da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB).
Até o próximo domingo, cerca de 800 animais pertencentes a criatórios de 10 estados brasileiros, serão julgados pelos jurados Otávio Batista Vilas Boas (jurado titular) e José Augusto da Silva Barros ( jurado assistente).

pista

Os trabalhos em pista começaram cedo na manhã desta quinta-feira

Confira o resultado parcial do Julgamento em pista da Expoinel Minas 2017:

Progênie de Mãe

Campeã: Chilara XX FIV, do expositor Agropecuária Vila dos Pinheiros

Reservada: Jolie FIV do Mura, do expositor Jatoba Agricultura e Pecuária

Progênie Jovem de Pai

Campeã: Kayak TE Mafra, do expositor Rima Agropecuária Florestal

Reservado: Bitelo da SS, do expositor Carlos Seara Muradas

Progênie Jovem de Mãe

Campeã: Londrina TE Mafra, do expositor Carlos Alberto Mafra Terra

Reservada: Espanhola da Pontal, do expositor Rima Agroflorestal

Progênie de Pai

Campeão: Basco da SM, do expositor Agropecuária Vila dos Pinheiros

Reservado: Basco da SM, do expositor Cassiano Terra Simão

Progênie de Pai Nova Geração

Campeão: Nasik FIV Perboni, do expositor Jatobá Agricultura e Pecuária

Reservado: Kayak TE Mafra, do expositor Ricardo Antonio Vicintin

Bezerra Jovem

Campeã: Thamara FIV Integral, do expositor Dorival Gibertoni

Reservada: Passargada Ouro Fino, do expositor Agropecuária Vila dos Pinheiros

Bezerra

Campeã: Nali IDM, do expositor Milton José de Marchi

Alucinação 1 FIV da HRO, do expositor José Pellegrino Neto

Novilha Menor

Campeã : Saika FIB da RFA, do Criador José Antonio Furtado

Reservada : Hollye FIV HVP, do expositor Mauro Christianin

Novilha Maior

Campeã: Jóia FIV FNT, do expositor Milton José de Marchi

Reservada: Passarela Cristal, do expositor José Pellegrino

Fêmea Jovem

Campeã: Madona Ageo, do expositor Agropecuária Vila dos Pinheiros

Reservada: Pátria Cristal, do expositor Pedro Venâncio

Hoje também acontece a estréia do Julgamento a Campo, promovido pela ACNB. A nova modalidade é uma ferramenta de avaliação visual de animais Nelore e Nelore Mocho geneticamente superiores e criados a campo. Os jurados escolhidos pela ACNB para o 1º Julgamento a Campo oficial da raça nelore, são: Rafael Mazão, consultor técnico da Alta Genetics; Alexandre Lima, gerente comercial da ABS Pecplan; e Robison Carreira, supervisor técnico da CRV Lagoa.

campo

Animais inscritos para o Julgamento a Campo

A Expoinel Minas segue até o dia 19 de fevereiro, em Uberaba (MG).


Criadores de nelore realizam encontro inédito para discutir ações em prol da raça

A Expoinel Minas, que nesta semana abriu a temporada 2017 de exposições agropecuárias, será palco do “1º Encontro de Criadores da Raça Nelore”. Uma iniciativa inédita que surgiu diante do turbulento cenário político e econômico nacional. Preocupados com o futuro da raça e da pecuária brasileira, um grupo de criadores se mobilizou para promover um encontro que pudesse ser o ponto de partida para uma série de ações em prol da atividade.

FullSizeRender(5)

Expoinel Minas será palco do 1º Encontro de Criadores da Raça Nelore

Um dos idealizadores e coordenadores do evento é o pecuarista Maurício Ianni, proprietário da Agro Vila Real. Segundo ele, o agronegócio é um dos grandes responsáveis pelo superávit da balança comercial brasileira, mas o setor precisa de ajustes tanto da porteira para dentro como da porteira para fora. “Não podemos deixar que os problemas sócio-econômicos comprometam o grau de eficiência e produtividade conquistados ao longo dos anos. Por isso, precisamos nos unir para buscarmos quais as melhores medidas e as maneiras mais viáveis de driblar a crise e nos prepararmos para a pecuária do futuro”, afirma Ianni.
Conscientes da importância da união em prol da raça, os criadores de nelore aderiram ao encontro, apoiado pela ACNB (Associação dos Criadores de Nelore do Brasil), ABCZ (Associação Brasileira dos Criadores de Zebu) e Brasil Rural.
Cerca de 150 neloristas e lideranças do agronegócio são aguardados nesta quinta-feira, dia 16 de fevereiro, na sede da ABCZ, em Uberaba (MG). Os presidentes da ACNB (Renato Barcellos), da ABCZ (Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges) e da ASBIA (Sérgio de Brito Prieto Saud) são alguns dos nomes confirmados.
O gerente comercial de leilões do Canal Rural, Francisco JB Oliveira, também estará presente. “O Canal Rural é uma emissora que sempre esteve ao lado dos produtores rurais. Fazemos questão de participar desta iniciativa pioneira, ouvir o que os criadores têm a dizer e saber de que forma podemos contribuir. O nelore é uma raça forte e que tem muita importância na nossa grade de programação. Em 2016, transmitidos 165 leilões da raça pelo Canal Rural. Mais do que manter essa parceria, nós queremos expandi-la cada vez mais”

FullSizeRender(7)

Francisco JB Oliveira, gerente comercial de leilões do Canal Rural: “Estamos todos unidos em prol do nelore e juntos venceremos”

No total, seis temas estarão em pauta no encontro: programas de avaliação genética da raça nelore; exposições; comercialização; marketing da carne nelore, frigoríficos e resultados(despesas x contas).
A idéia é que a partir desta reunião sejam criados grupos de trabalho para todos os temas previamente estabelecidos.“A gente pretende nomear um coordenador e um conselheiro para cada um dos seis grupos. Esses grupos contarão com o apoio dos criadores interessados em participar. Posteriormente, serão realizadas reuniões semanais por vídeo conferência para acompanhar a evolução das metas e dos objetivos traçados”, explica Ianni.
Desde já, desejamos boa sorte! Que a semente plantada possa gerar bons frutos!!


Esportes equestres contam agora com ajuda dos deputados

Após a aprovação no Senado Federal da Proposta de Emenda à Constituição (PEC 50/2016), que libera a prática da vaquejada e demais modalidades esportivas que utilizam animais, o futuro dos esportes equestres está na mão dos deputados. Pensando nisto, representantes da ABQM – Associação Brasileira dos Criadores de Cavalos Quarto de Milha, e ABVAQ – Associação Brasileira de Vaquejada, continuam em Brasília nesta quarta-feira (15).

IMG_3166

O projeto de lei que passa agora para a aprovação na Câmara dos Deputados ainda não tem relator. O senador Otto Alencar, autor da proposta no senado, também se propôs a continuar na causa.

Alencar disse que vai trabalhar com os deputados e conta com o apoio principal da bancada dos representantes do Norte e Nordeste, que no momento da votação nesta terça-feira (14) foram a grande maioria dos votos favoráveis.

“Espero que a Câmara analise com a mesma rapidez que conseguimos no Senado”, expressou o senador que, destacou ainda a vaquejada como a principal causa. “A vaquejada expandiu-se por todo Brasil e hoje tem uma cadeia produtiva que deve gerar empregos diretos e indiretos, de 1milhão de trabalhadores”.

Vaqueiros

Vaqueiros durante manifestação em Brasília

Outro projeto na Câmara dos Deputados, parecida com a lei ( 13.364/2016) aprovada ano passado, que reconhece a vaquejada como manifestação cultural, segue em tramitação especial desde outubro de 2016. Desta vez, o autor é o deputado João Fernando Coutinho (270/2016).

brasília

O Superintendente da ABQM Daniel Costardi, o senador Otto Alencar e o advogado da ABQM Roberto Baungartner, durante a votação no Senado Federal

Entenda os próximos passos

Após receber a aprovação do Senado Federal a PEC 50/2016 que libera a prática dos esportes equestres que utiliza animais no Brasil, passará pela Comissão da Constituição de Justiça. Em seguida encaminhada para a tramitação da Câmara dos Deputados. Na votação dos deputados serão necessários 308 votos favoráveis. Caso aprovado, o projeto ainda passa pelo Plenário.

Se aprovado a vaquejada e os demais esportes equestres viram artigo na Constituição.


Vaquejada terá novo capítulo após votação no Senado

????????????????????????????????????

Momento durante a prática da vaquejada onde aparecem boi, vaqueiro e esteira

Nesta terça-feira, 14 de fevereiro, a luta pela Vaquejada Legal, como o movimento ficou conhecido, pode ter um novo capítulo. O Senado Federal colocou em pauta a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 50/2016), que estabelece que as práticas desportivas que utilizam animais não são cruéis, desde que regulamentadas em lei específica que assegure o bem-estar dos envolvidos. O objetivo é liberar no país a prática da vaquejada, reconhecida como manifestação cultural no ano passado ( Lei 13.364/2016). A pauta é o item nº 4 da sessão plenária.

O senador Otto Alencar (PSD-BA), autor da proposta, fez um acordo para que a tramitação da pauta não seja interrompida. Para passar em primeiro turno serão precisos 49 votos favoráveis.

Representantes da Associação Brasileira dos Criadores de Cavalos Quarto de Milha (ABQM) e Associação Brasileira de Vaquejada (ABVAQ) já estão em Brasília para participar da sessão.

“Entramos na fase decisiva e final, na batalha para que o projeto seja aprovado nos plenários do Senado e Câmara Federal. Estamos confiantes. Eu sou um eterno otimista e acredito neste esporte e no bom senso dos senadores”, disse o diretor de Marketing da ABQM e criador de quarto de milha, Régis Fratti.

Há anos vaqueiros e associações de cavalos, tais como a ABQM e ABVAQ, tentam regulamentar as regras para a prática da vaquejada. O assunto ganhou repercussão em outubro do ano passado após o julgamento da ação do Ministério Público contra a lei que regulamenta as vaquejadas no Ceará. Na época, o relator no Supremo, ministro Marco Aurélio, considerou haver “crueldade intrínseca” contra os animais.

????????????????????????????????????

Marcha da Vaquejada em Brasília, onde vaqueiros de todo o país lotaram a Esplanada dos Ministérios

Após o desfecho, milhares de pessoas ligadas à equinocultura saíram em manifestações pelo país, principalmente os profissionais que estão ligados ao setor. Segundo dados da própria ABQM, a vaquejada gera mais de 700 mil empregos no Brasil.


Troca de cadeiras na diretoria da ABCZ

Na manhã desta segunda-feira, dia 13, o criador e zootecnista Cláudio Sabino Carvalho Filho foi anunciado como o novo 1º vice-presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ). O pecuarista assumiu o cargo do nelorista Carlos Viacava, que renunciou à vice-presidência na última quinta-feira, dia 9 .

Segundo Carlos Viacava, a decisão foi tomada por falta de apoio da presidência e da diretoria da ABCZ às propostas de inovação apresentadas e defendidas por ele desde a época da campanha eleitoral. “O mercado mudou muito nos últimos anos e nós precisamos nos adequar às novas realidades e demandas. Não podemos mais perder tempo. Eu tentei implantar várias medidas e mudanças em prol das raças zebuínas e da pecuária, mas não estava conseguindo fazer com que minhas ideias fossem aceitas. E para não criar um desgaste ou inimizades com pessoas que eu gosto preferi renunciar ao cargo”, afirma Viacava.

As propostas a que o criador se refere foram mencionadas em sua carta de desligamento, com pedido de demissão irrevogável, e encaminhada ao presidente da ABCZ, Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, o Arnaldinho. Um dos pontos citados na carta foi a busca de um maior entrosamento entre ABCZ e Embrapa, visando a transformar a entidade num polo de fomento da Integração Lavoura Pecuária Floresta. Outra mudança sugerida refere-se à reorientação do Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos (PMGZ), da ABCZ. Ainda na área de genética, Viacava propôs que a ExpoGenética contasse com a presença efetiva de todos os envolvidos no Brasil com o melhoramento genético bovino.

Viacava *

Carlos Viacava renunciou ao cargo de vice-presidente da ABCZ, alegando falta de apoio

Eleito para o triênio 2016-2019, em agosto do ano passado, numa eleição histórica e muito disputada, Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges lamenta a saída de Viacava e explica que as propostas apresentadas por ele não foram descartadas, mas requerem um tempo maior para serem discutidas e estudadas. Algumas sugestões, inclusive, já foram acatadas.

“Implantamos o programa ILPF, em parceria com a Embrapa, na Estância ABCZ. Este projeto será a marca da Expozebu 2017. Mas não podemos esquecer que a pluralidade e as divergências de opinião são comuns e saudáveis num colegiado composto por 17 pessoas. Por isso, precisamos dialogar bastante, chegar num consenso e, posteriormente, tomar uma decisão. A ABCZ é a maior associação de raças zebuínas do mundo, com mais de 20 mil associados. Continuaremos trabalhando em prol dos produtores rurais e fazendo jus ao nosso lema, que é: A a Z – ABCZ para todos”, argumenta Arnaldinho.

FullSizeRender

Arnaldinho: “Reconheço a competência e a contribuição do Viacava para o setor. Ele renunciou ao cargo, mas a nossa amizade continua”

Em relação à escolha do substituto de Viacava, o presidente da ABCZ explica que, de acordo com o estatuto da entidade, indicou o nome do criador Cláudio Sabino Carvalho Filho, que foi aprovado por unanimidade pela diretoria. “ O Claudinho desde a infância respira pecuária e teve o seu pai, Cláudio Sabino, como mestre. Seu Cláudio foi um dos fundadores da ANCP – Associação Nacional dos Criadores e Pesquisadores e um grande incentivador do melhoramento genético. A experiência e as idéias que ele irá nos apresentará serão muito bem-vindas”, diz Arnaldinho.

Já o novo 1º vice-presidente, Cláudio Sabino Carvalho Filho, conta que ficou surpreso e honrado com o convite. Assim como Viacava, ele acredita que a comunhão dos programas de melhoramento genético existentes no país é uma medida que só trará benefícios para a cadeia produtiva. Pensando na ponta da pirâmide, ele também pretende apresentar propostas para fomentar a produção e as exportações de carne bovina, além de expandir o comércio de gado vivo para o exterior.

“Aceitei o convite da ABCZ, pois acredito que posso ajudar a entidade que hoje é presidida por uma pessoa que eu sempre admirei e me espelhei. Acho que precisamos buscar maneiras viáveis para promover a comunhão e a unificação dos programas de melhoramento genético. Não podemos pensar num programa “x” ou “y”, temos que pensar na cadeia como um todo, num ganho genético mais expressivo. Tenho muitas ideias e espero que elas se transformem em realidade. Primeiramente, vou precisar conhecer melhor os objetivos da ABCZ para depois definir um planejamento. É uma responsabilidade muito grande assumir o lugar do Viacava, um pecuarista que sempre inovou e contribuiu para o progresso do nelore. Mas estou confiante e otimista”, afirma Claudinho.

FullSizeRender_1

Claudio Sabino Carvalho Filho: “Fiquei surpreso e honrado com o convite”

Vamos acompanhar as mudanças que virão e ficar na torcida para que a  ABCZ avance e a pecuária brasileira conquiste ainda mais espaço no concorrido mercado global.