A nova mania dos produtores brasileiros de soja: bater recordes

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) prevê uma nova safra recorde de soja no Brasil. A expectativa é que a safra 2017/2018 totalize 114,96 milhões de toneladas contra 114,07 milhões de toneladas (antigo recorde) no ciclo 2016/2017.

A nova mania dos produtores brasileiros de soja é bater recordes, já que esse é o segundo recorde consecutivo de produção. Consultorias privadas estão mais otimistas com o desempenho da produção. A AgRural estima que a safra 2017/2018 de soja vai chegar a 119 milhões de toneladas, ou seja, 4 milhões de toneladas a mais do que o órgão do governo prevê.

“É uma safra exuberante. Tivemos recordes no Maranhão, Piauí, Tocantins, Bahia e no cerrado. No ano passado a produtividade ficou em 56.6 sacas por hectare e agora pulou para 57.1. Resultado de um produtor que investe mais em tecnologia e também do clima que foi perfeito”, explica o analista de mercado, Fernando Murado, da AgRural Commodities.

Para o consultor técnico do Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás, Cristiano Palavro, algumas das principais consultorias do país já estavam alertando para um novo recorde.

“As produtividades estão sendo muito boas no país inteiro. Há alguns problemas pontuais em algumas regiões, principalmente, nas variedades mais longas que estão sendo colhidas mais tardiamente. Mas,  realmente, a produtividade tem dado respaldo para esse aumento na expectativa total da safra”, explicou.

Veja mais 5 respostas sobre o mercado da soja e milho em 2018 na análise do consultor do IFAG: