Quarto mandamento da produtividade: regularás a plantadeira, cuidarás da velocidade do processo e acompanharás com métrica

Na semeadura alocamos quase metade dos custos de produção, além de quase todo o custo de oportunidade. Por isso ela é determinante na construção da produtividade e da rentabilidade. Faça com maestria!

Regularás a plantadeira para que as sementes sejam depositadas na profundidade adequada, uniformemente distribuídas na linha de semeadura e estejam em contato com o solo. Verifique a eficiência dos discos de corte, a compactação do solo e a regulagem da profundidade de distribuição dos fertilizantes e das sementes. Isso não depende somente do equipamento, mas principalmente de como você cuidou do solo e da dessecação. O leito de semeadura deve ter umidade adequada, estar livre de compactação e também não deve ter ameaças às sementes e plântulas. Nem tudo será resolvido com o tratamento da semente. Com a máquina regulada e o leito da semeadura em condições, agora você deve cuidar da sintonia do processo. Escolha muito bem o disco de semeadura, ele deve ser adequado às características  de cada lote de semente.

Agora, cuidarás da velocidade do processo.  Nenhum plantio ficará bom se a velocidade for inadequada. Neste sentido, cada tipo de solo, cada condição, cada equipamento, requerem velocidades de operação específicas. Não existe uma velocidade ideal, um número mágico. Mas nunca será acima de 7 km/h. Acompanho muitos produtores que melhoraram muito a métrica do plantio dedicando-se à escolha do disco, à fluidez da semente e a velocidade de operação adequada. Aí que entra o planejamento, o operador, o treinamento e o acompanhamento. Tudo precisa funcionar: o solo, a semente, o equipamento e a operação.

É possível que você tenha que “plantar” em condições não ideais. Eu entendo isso, mas você precisa se preparar melhor, para cada ano novo agrícola, diminuir o percentual da sua lavoura estabelecido em condições não apropriadas. Vale a pena, acredite nisso!

Quem mais limita a produtividade são as falhas, as plantas de baixa capacidade fisiológica e a má distribuição. Eis os três maiores “ladrões da produtividade agrícola”. Esses limitadores da produtividade agrícola decorrem da qualidade da semente e do tratamento, do leito da semeadura, da regulagem do equipamento, da qualidade na operação e tudo isso depende da equipe de plantio. Você já treinou sua equipe? Algo que funciona muito bem é começar o dia com uma reunião de cinco minutos relembrando e revisando os principais objetivos do plantio.

Também é possível que você tenha organizado tudo, e durante o processo algo dê errado e tenha que ser ajustado novamente, assim você só fará as correções necessárias se estiver acompanhando. Por isso, acompanharás com métrica: quanto melhor for o seu planejamento e quanto mais motivada e formada for a sua equipe de plantio, melhor será esse ajuste. Tenho depoimentos de muito produtores que melhoram o potencial produtivo das lavouras, mesmo sob condições não ideais de clima, porque estavam acompanhando o processo de perto e, desta forma, puderam fazer os ajustes necessários tão logo fosse necessário.

Nos próximos posts vou compartilhar alguns destes depoimentos. Se você tiver algo para compartilhar venha conosco e aceite o desafio da produtividade.

Uma resposta para “Quarto mandamento da produtividade: regularás a plantadeira, cuidarás da velocidade do processo e acompanharás com métrica”

  1. Paulo Arbex disse:

    Parabéns Zimmer. Trabalho com plantabilidade na Unesp de Botucatu-SP e assino embaixo com tudo que escreveu. Obrigado por compartilhar seus enormes conhecimentos conosco.
    Prof. Paulo Arbex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *