Tornozeleira eletrônica é encontrada em pata de cavalo no Paraná

Uma tornozeleira eletrônica utilizada para monitoramento de presidiários foi encontrada na pata traseira de um cavalo, em Ponta Grossa (PR). A informação chegou à Polícia Militar nesta quinta, dia 28, por meio de denúncia realizada por um órgão de imprensa local.

Equipes da polícia acompanharam um agente da Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná (Sesp/PR) no deslocamento até o animal. Homens do pelotão de polícia montada, que tem expertise no trato com cavalos, também acompanharam a ocorrência.

Foto: aRede/Jornal da Manhã

Segundo informações da PM, a tornozeleira foi violada e colocada no cavalo. De acordo com a secretaria, todas as vezes em que há rompimento do lacre da tornozeleira ou desligamento – seja intencional ou por falta de bateria – um sinal é acionado no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). “Caso seja caracterizado alguma violação das condições impostas, o Departamento Penitenciário (Depen) da Sesp comunica imediatamente o Judiciário, um novo mandado de prisão é expedido e os detentos perdem o benefício e voltam para o regime prisional”, diz a nota oficial.

Ainda segundo a entidade, o equipamento encontrado na pata do animal havia sido desativado em fevereiro deste ano. “Por conta da falta de bateria, a secretaria não conseguiu apreender o aparelho. Sobre o detento, ele perdeu o benefício e cumpre pena em regime semiaberto”, afirma em nota.

Até o momento, o dono do animal não foi localizado.