O que esperar do Relatório do USDA?

A soja recupera os preços na CBOT com a adição de novas compras especulativas. Fundos de investimento se posicionam frente ao relatório do USDA desta quinta-feira. A ARC Mercosul acredita que as produtividades de soja deverão ser reduzidas com a queda acentuada dos rendimentos dos campos no norte do Cinturão Agrícola.

Além do mais, as importações chinesas da safra antiga, 2016/17, deverão ser elevadas para 93,5 MTs. O qual, por tendência, poderá erguer as importações 17/18 em 1-2 MTs. O cenário do mercado se resume de maneira positiva para os preços da soja. A grande maioria da especulação também aposta em uma redução de produtividade nos números do dia 9. Os movimentos pós-relatório deverão ser intensos, uma vez que as atualizações de novembro marcam o período de transição do foco especulativo. Após a digestão dos novos números, o mercado começa a prestar
mais a atenção nas condições climáticas da América do Sul. Nos Estados Unidos, a colheita avança para os passos finais, com 90% da soja colhida até domingo,5, contra 92% em 2016 e 91% da média dos últimos 5 anos.

Para acompanhar nossos relatórios diários, patrocinados pela CBOT, faça download do aplicativo da ARC: bit.ly/apparc