Vem aí Bolsonaro x Ciro?

O discurso mole para boi dormir parece estar longe de convencer o eleitor. A eleição, aliás, ainda parece distante no radar do eleitor. Outubro é quase em 2019…

Ocorre que é preciso falar de política, ainda que suas nuances sejam um tema maçante, chato até. Sobretudo neste lusco-fusco pré-eleitoral.

A pesquisa CNI/Ibope sobre o ânimo dos brasileiros dá algumas pistas do momento, reafirma umas poucas certezas e revela um eleitor inclinado a mudar. Os 2 mil ouvidos em 127 cidades no início de dezembro de 2017 condenaram fortemente a corrupção e apontaram falta de confiança, de candidatos à altura de seus desejos e de renovação. Poucos disseram acreditar nos políticos e muitos rejeitaram os partidos. E reafirmaram: votam na pessoa, e não em sua sigla.

Em resumo, esse eleitor ouvido pelo Ibope disse preferir um candidato honesto, experiente, sem rolos na Justiça, pulso firme, sério, corajoso, de origem humilde e crente em Deus. Uma pessoa “gente como a gente”.

Quem, entre os pré-candidatos de hoje, teria perfil mais próximo do idealizado no levantamento? Arrisco aqui dois nomes: Jair Bolsonaro e Ciro Gomes. A julgar por esta pesquisa, Geraldo Alckmin, Marina Silva e, vá lá, Henrique Meirelles, Rodrigo Maia e Fernando Haddad (?) estariam fora dessa lista por falta de parte dos “requisitos” e da percepção desses entrevistados. Lula, como se sabe, ou estará preso, ou impedido de concorrer pela Lei da Ficha Limpa.

O tal centro político mostra enorme dificuldade em construir discurso e moldar um candidato. Seja porque está no governo ou mesmo porque está fora da vitrine. Assim, por esses critérios, Bolsonaro e Ciro largam na frente para um eventual segundo turno. Um pela direita e outro pela esquerda.

O discurso duro, enfático e polêmico, a consolidação nos extremos e a busca pelos eleitores mais ao centro ancoram ambos neste início da corrida ao Planalto. E os dois têm estratégias avançadas para reforçar essas características exigidas nesta pesquisa. Se vão vingar, veremos. Fato é que são os mais radicais neste momento de radicalismos. Marina corre por fora, à espera de manter seu partido de pé e de receber parte dos votos do PT de Lula.

 

4 respostas para “Vem aí Bolsonaro x Ciro?”

  1. Emanuel Ribeiro disse:

    Se Deus quiser vai ser #Bolsonaro2018!

  2. Sergio Gonçalves disse:

    Minha avaliação Ciro Gomes x Geraldo Alckmin

  3. LUIS CLAUDIO PRUDENTE CICCI disse:

    Trabalhei com o Ciro. O meu voto é dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *