Hora de virar a página!

Passada a fase mais aguda da crise que atropelou o governo, e deixou o País sob suspense desde maio, é hora de virar a página. Foram 5 meses em que pouco se produziu além de intrigas, chantagens, o “Império da Lei de Gerson” e um estado de letargia na seara legislativa que já coloca em risco a tímida recuperação da economia.

Os setores produtivos do Brasil, em especial o setor rural, precisam ter um horizonte mais estável, com menos jogos de poder e mais condições de avançar sem sobressaltos. A briga de comadres em que se transformaram as denúncias de Rodrigo Janot contra Michel Temer levaram o País à paralisia. Mesmo com placar apertado (251 contra 233), esse capítulo está encerrado.

Evidente que havia indícios graves. Claro que Temer deve explicações. Mas o uso político das delações, especialmente dos executivos da J&F, abriu um flanco na Operação Lava Jato. E deixou na berlinda os formidáveis avanços no combate à corrupção.

Apesar disso, da pouca contribuição dos bastidores de Brasília, a economia real seu sinais de vida. Setores industriais, comerciais e de serviços começaram a pedalar novamente. A agropecuária sustentou, de novo, os bons ventos. Cresceu quase 15% no segundo trimestre na comparação com 2016. Um colosso!

Mas ninguém resiste a tantos meses de um mesmo assunto. Houve, claro, a malfadada reforma política, que resultou em pouca coisa efetiva além da criação do “fundão” de quase R$ 2 bilhões para bancar as campanhas de 2018. A bem da verdade, deputados e senadores pouco fizeram além de pensar em suas reeleições ou planos de disputar outros cargos para se manter no poder. Nunca o dito popular “mudar para ficar igual” coube tão bem a um momento político como agora.

Os mercados, a economia real e, no fim, o conjunto da sociedade merecem mais. Superado o jogo político ao rés do chão, que Temer responda a todos as acusações na Justiça, e não são suaves, quando deixar o Planalto. Vem uma pesada agenda econômica pela frente. Muito do que o governo propôs para remediar a crise ainda está no Congresso. Os 13 milhões de desempregados e as milhares de empresas em recuperação judicial esperam ansiosos a recuperação definitiva do PIB.

Se os políticos não atrapalharem, já será um avanço extraordinário para o País. E que a Lava Jato e as eleições de 2018, assim como faz a chuva depois dos meses de seca impiedosa do Planalto Central, lavem a alma dos brasileiros para, enfim, começarmos um novo ciclo. Afinal, temos que acreditar em algo.

PS: Atualizado às 21h41

2 respostas para “Hora de virar a página!”

  1. Josival Arcanjo dos Santos disse:

    Temos que acreditar em nossa força de trabalho, cada um fazendo o seu melhor. Pensar sempre no coletivo. Se acreditarmos que é através dos politicos que iremos sair da crise e ou que estes apontem caminhos de recuperação, é acreditar em papai noel, mula sem cabeça, gnomos. Vamos tomar as rédeas de nossas vidas, somente fazendo e realizando nossos projetos é que seremos vencedores.

  2. nedio irineu potcich disse:

    o presidente temmeer vai der que ser julgado em justiça comum após seu mandato, e nao absolvido por deputados podres, mas no momento o menos ruim é temmer continuar a governar, se resolver ser honesto de agora em diante, se o governo ouvir o povo tudo pode melhorar, mas ser honesto nao temos o direito de opinar num governo com mobral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *