Novos jurados foram escolhidos pela ABCCC

Lista 2 tem profissionais das ciências agrárias e de notório saber

A partir da última semana, a raça crioula passou a contar com 15 novos jurados auxiliares. Eles integram a chamada lista 2, que tem a responsabilidade de avaliar provas de resistência, morfológicas e funcionais (com exceção das classificatórias e final do Freio de Ouro).

Nove são profissionais formados em ciências agrárias (agronomia, medicina veterinária e zootecnia). Os outros seis não possuem formação na área, mas têm amplo conhecimento do setor e forte ligação com o cavalo. “Este ano o Ministério da Agricultura abriu uma exceção para que também pudéssemos escolher novos jurados com notório saber, que são criadores com grande experiência e conhecimento da raça, cabanheiros e competidores”, informa Luiz Martins Bastos Neto, vice-presidente técnico da ABCCC.

Luis Martins Bastos Neto, vice-presidente técnico da ABCCC (Foto: Divulgação)

O concurso, que reuniu mais de 70 candidatos, foi realizado em dois dias na sede da associação em Pelotas (RS). As etapas foram eliminatórias. Para chegar até a avaliação prática, o postulante à vaga teve de fazer inicialmente uma prova teórica e depois uma psicotécnica. “Temos a premissa de escolher e formar um jurado com um perfil muito equilibrado. Ele deve apresentar extrema concentração e conduta exemplar”, acrescenta Bastos Neto.

Os novos jurados terão de atuar durante pelo menos um ano para pleitear um lugar entre os efetivos (lista 1). Entre os profissionais das agrárias, o médico veterinário César Zolinger comemorou a aprovação: “Foi apertado. As provas exigiram muito do nosso conhecimento e todos estavam bem preparados. O dia a dia com o cavalo e os cursos que fiz, ajudaram. É uma honra fazer parte deste seleto time. Sempre quis estar mais próximo da associação e ajudar no desenvolvimento da raça”.

Zolinger é formado pela Unicruz e pós-graduado em Manejo e Reprodução de Equinos. O novo jurado já atuou como secretário em provas oficiais e disputou o Freio do Proprietário. O crioulista de 30 anos é titular da Cabanha Zolinger, localizada na cidade de Eugênio de Castro (RS), onde também cria gado de corte hereford e braford.

César Zolinger, novo jurado da lista 2 (Foto: Divulgação)

Com larga experiência no campo, o agropecuarista Rafael Terra foi um dos selecionados na categoria notório saber. Ele é neto do sócio fundador da ABCCC, Marcial Gonçalves Terra e tem forte envolvimento com a raça. Atualmente integra a Comissão de Provas Funcionais, já atuou na Tesouraria e coordenou a Subcomissão Jovem. Terra tem 36 anos e é proprietário da Cabanha Tarumã, em Jóia (RS). “Quando tinha 10 anos, eu e meu irmão nos interessamos em seguir a criação iniciada pelo meu avô e que com meu pai teve mais foco no serviço de campo. Desde então o cavalo crioulo faz parte de meu cotidiano e de minha família. Como jurado terei mais uma oportunidade de contribuir com a raça”, afirma.

Rafael Terra, jurado selecionado para a categoria notório saber (Foto: Divulgação)

Confira os nomes dos aprovados:

Profissionais de Ciências Agrárias

AMANDA AZAMBUJA DA SILVA

ARTHUR SEVERO ZAGO

CÉSAR AUGUSTO ZOLINGER

EWERSON CRISTIANO BREDA

FELIPE AUGUSTO MARCONDES

PEDRO DA SILVA FARIAS

RAFAEL ANTONIO CERRI

RENATO GONÇALVES FILHO

RODOLPHO DEMOLINER

 

Notório saber

DARLEI HESS

DIOGO PINTO FERREIRA

LEONARDO TEIXEIRA

PEDRO BOEMO FERREIRA

RAFAEL GEISS TERRA

RICARDO DE FREITAS LABRÊA