Operação da PF no Senado prende quatro policiais legislativos

A Polícia Federal prendeu na manhã desta sexta-feira (21), em Brasília, quatro policiais legislativos suspeitos de prestar serviço de contrainteligência para ajudar senadores investigados em operações da PF, como a Lava Jato.
A suspeita é que esses policiais faziam varreduras nas casas de políticos para, por exemplo, identificar e eliminar escutas instaladas com autorização judicial.

Segundo matéria do G1, a suspeita é que esses policiais faziam varreduras nas casas de políticos para, por exemplo, identificar e eliminar escutas instaladas com autorização judicial.

A operação se baseou no depoimento de um policial legislativo. Ele relatou ao Ministério Público Federal que o chefe da polícia do Senado teria realizado medidas de contrainteligência nos gabinetes e residências dos senadores Fernando Collor de Mello (PTC-AL), Gleisi Hoffmann (PT-PR) e dos ex-senadores José Sarney (PMDB-AP) e Edison Lobão Filho (PMDB-MA), que foi presidente do Senado.

Tentativa de obstrução da Lava-Jato?

Os agentes foram presos por decisão da Justiça que viram irregularidade no que foi feto.

Se cometeram alguma irregularidade para obstruir a lava Jato, certamente era com ciência do Renan Calheiros.

Veja meu vídeo do Canal Rural falando que Renan Calheiros também deveria estar preso!


Um absurdo! O governo economiza com a PEC de um lado, mas perde com especuladores do outro

O governo enviou ao Congresso projeto de lei que solicita um crédito especial de R$ 95 bilhões para cobrir parte do prejuízo de aproximadamente R$ 218 bilhões registrado pelo Banco Central no primeiro semestre deste ano.

O resultado negativo da instituição foi influenciado principalmente pelo recuo do dólar ante o real, que gerou perdas nas reservas internacionais quando convertidas em moeda brasileira.

As informações foram publicadas em matéria na íntegra do Estadão.

Especulação

Como venho falando há tempos em minhas palestras, é um desperdício absurdo. O dólar x real no Brasil faz parte de um jogo de especulação.

São os especuladores manobrando supostos “investimentos” no país que acabam influenciando na paridade da moeda brasileira em relação a americana.


Fuga de dólares, especulação no Brasil

Quem assiste minhas palestras sabe do que falo sobre a questão do dólar x real no Brasil fazer parte de um jogo de especulação. São os especuladores manobrando supostos “investimentos” no país que acabam influenciando na paridade da moeda brasileira em relação a americana.

Em 2016, segundo o BC, saída superou entrada em US$ 15,8 bilhões. O Mercado financeiro teve US$ 48,7 de saldo negativo no período. Um valor que é quase o dobro do registrado em 2008, no auge da crise mundial. E o cenário não se alterou desde que Michel Temer assumiu a Presidência.

De acordo com publicação de Fernando Rodrigues com informações são do repórter Guilherme Moraes.

Segundo dados do Banco Central, o saldo negativo acumulado de janeiro a setembro de 2016 é de US$ 15,8 bilhões. Apesar da forte retirada de dólares nas operações financeiras, a equação foi compensada pela balança comercial, que registrou um superávit de US$ 33 bilhões no período.

[contexto: o resultado da balança comercial de um país é a diferença entre tudo que o país compra do exterior e tudo o que é vendido para outras nações, por meio da exportação de bens e de serviços].

A saída de US$ 48,7 bilhões do mercado financeiro neste ano já é 87% maior que a fuga de US$ 26,1 bilhões de janeiro a setembro de 2008.

Crise pra que, e pra quem?

dolar-real

Quando avaliamos a questão da crise econômica, um dos supostos marcadores mencionados costuma sempre ser a da paridade do dólar com o real. Precisamos ter cuidado com esse tipo de comparativo. Não que a sua sinalização com conotação negativa não seja justa, mas existe uma manipulação cambial de especuladores que manipulam esse número livremente, com objetivo de rentabilizar em cima de especulações. Portanto, não é uma maneira confiável de se parametrizar a saúde financeira do país.


Reforma da Previdência precisa de discussão com transparência

O que a atual gestão quer fazer é manobrar números que escondem os problemas de arrecadação e distribuição entre assistência social e previdência.

Uma reforma se faz necessária sim, mas precisamos de transparência nos números.

Com uma contabilidade correta, será possível perceber que a contribuição é suficiente para pagar o necessário.

O problema é que nas últimas gestões, colocaram previdência com pagamento de programas assistencialistas e desonerações na mesma conta conta.

Daí a conta que cada vez mais, não fecha.

Reforma, só com transparência

Discutir uma idade maior para se aposentar não é o ponto central e não vai resolver o mais importante da questão. Simplesmente prejudicará os contribuintes quando aposentados, principalmente aqueles que em algumas regiões do país não chegam nem aos 70.

Você acha que um modelo de previdência sem transparência e sem uma contabilidade coerente, seria justa?


Impeachment de Dilma, mas mantendo direitos políticos com aprovação de parte do PMDB. Qual será a força de Temer?

Dilma Rousseff, afastada do cargo desde maio, foi condenada nesta quarta-feira (31) pelo Senado no processo de impeachment por ter cometido crimes de responsabilidade na condução financeira do governo.

O impeachment foi aprovado por 61 votos a favor e 20 contra. Não ocorreram abstenções.

Porém, o Senado manteve os direitos políticos da petista. O resultado para esta votação foi de 42 votos a favor da cassação e 36 contra, com três abstenções.

Para que Dilma ficasse inelegível por oito anos, seria necessário que dois terços (54) dos senadores votassem pela inabilitação.

Porém, a base aliada do PMDB, que teoricamente deveria ser a principal interessada em ter Michel Temer como presidente, teve integrantes que votaram para manter os direitos políticos de Dilma.

O que significa que Temer não é unanimidade nem mesmo em seu próprio partido.

dilma-coracao-temer

Impeachment preservando direitos políticos: O quanto Dilma está mesmo fora do jogo?

Resta observarmos se Temer terá força política para articular tudo que for necessário para governar. Será?


Governo quer cortar subsídio da agricultura

Em um país onde existem mais de 4 milhões de pequenos produtores, isso é inadmissível.

E Blairo Maggi defendeu que os produtores não precisam de subsídios.

Por mais que se acredite no ideal de uma menor intervenção estatal e um enxugamento da máquina pública, vivemos em uma realidade onde o produtor não conta com um sistema desburocratizado e isento de impostos.

É preciso de um sistema adequado, e do jeito que a tributação brasileira está, deixar de incentivar a produção rural é um tiro no pé.

Brasil na contramão do desenvolvimento agrário

Estaremos indo na contramão dos países de primeiro mundo, que entendem a importância da produção de alimentos em grande escala.


Porte de arma ao produtor rural deve aumentar segurança no campo

A solução da segurança no campo passa pelo porte de arma ao produtor rural com um controle mais adequado a nossa realidade.

Desde que bem treinado, qualquer produtor rural deve ter direito ao porte de armas.

Os números de assaltos no campo são cada vez mais alarmantes, e é mais do que justo que o produtor rural possa se proteger dentro de toda a sua propriedade, e não apenas dentro de sua casa.

A alegação de que o porte de arma pode servir como estímulo para conflitos agrários é uma desculpa de quem quer deixar o produtor um escravo de uma força pública ineficiente, que não tem competência para proteger todos os bons cidadãos espalhados pelo país.

Porte de arma com treinamento sim!

Defendo o o porte de arma com treinamento ao produtor rural para proteger sua propriedade! E você? Qual é a sua opinião?


Especulação valoriza real em relação ao dólar

Moeda americana deveria ter ponto de equilíbrio de R$ 3,50.

Me baseio em gráficos para provar minha opinião.

brlusd1008

No gráfico, a linha azul que é a do real, enquanto estava para cima, demonstrava valorização. Quando foi para baixo, valorizou com relação ao dólar perdendo paridade de troca.

O dólar está baixo pois os especuladores estão vendo uma boa oportunidade de agir com a moeda brasileira.

Essa situação não condiz com a realidade. Assim que os especuladores entenderem que é o momento, sairão de suas posições da BM&F.

Conforme podemos ver no quadro abaixo retirado do resumo de movimentações do dia 10/08/2016 da BM&F, somente neste dia, do total de mais de R$ 165 bilhões, aproximadamente 90% deste valor é referente a taxa de juros e câmbio.

clearingderivativos

Entenda como agem os especuladores

Os especuladores não trazem dinheiro e sim vendem dólar futuro na BM&F, comprando juros, uma vez que Banco Central sinalizou que não reduzirá suas taxas enquanto o governo não impuser medidas fiscais para derrubar o déficit público.


Análise de gráfico mostra possível reversão positiva da soja

 

Como podemos ver, o gráfico do mercado de soja pode sinalizar uma possível reversão positiva para os próximos dias.

A reversão pode se dar devido a movimentação dos investidores no mercado de commodities.

soja-macd-reversao-positivo

Para quem acompanhou meus posts anteriores e minhas palestras, sabe do que falo em detalhes, quanto as explicações de como funciona o mercado, os investimentos e as análises de ações futuras.

Soja pode valorizar no curto prazo – no médio e longo é preciso ainda mais atenção

Não significa que num grande prazo as coisas irão melhorar substancialmente, porém para o produtor que tem sua negociação estimada para este período, pode se configurar uma janela interessante a se observar.


Lei antiterrorismo prende membros do MST

Justiça utiliza lei antiterrorismo para prender membros da organização que se diz sem-terra.

Foi a primeira vez que a lei foi utilizada para punir organizações, que na minha opinião, estão mascaradas de movimentos sociais mas que não passam de movimentos alinhados com viés ideológico.

A matéria com detalhes dos sem-terra punidos pode ser lida no site do Canal Rural.

mst-antiterrorismo

O Ministério Público acusa os quatro integrantes de formação de organização criminosa.

Medida contra o terror no campo

Entendo que a medida foi acertada, pois enquadra a organização em um cenário mais adequado ao que da fato eles representam para o setor do agronegócio: um grupo que sempre causou terror aos produtores rurais.