Temer age como Dilma e cria Ministério para blindar aliados da Lava Jato

O argumento de enxugar a máquina pública e diminuir a quantidade de Ministérios dá lugar a politicagem para blindar interesses da gestão vigente.

michel-temer-600x400

O presidente Michel Temer vai criar um novo ministério – a Secretaria-Geral da Presidência – dentro do Palácio do Planalto para abrigar seu aliado Moreira Franco, que atualmente é secretário do Programa de Parcerias e Investimentos. Com isso, Moreira, que foi citado por delatores da Odebrecht no âmbito da Operação Lava Jato, ganha status de ministro e direito ao foro privilegiado. Assim, ele só poderá ser investigado e julgado na esfera do Supremo Tribunal Federal.

Segundo a ÉPOCA, a reorganização ministerial de Temer se dará com a divisão da Secretaria de Governo, que atualmente está vaga e seria entregue ao deputado Antonio Imbassahy, do PSDB, também investigado na Lava Jato.

O presidente, ainda, vai nomear Imbassahy para o cargo de articulador político, mas uma nova pasta será criada na estrutura do Palácio do Planalto para abrigar Moreira. Ele continuará tocando o programa de privatizações do governo federal, mas passará a comandar, na nova função, questões administrativas do núcleo do governo.

O governo também deve criar uma nova pasta voltada aos direitos humanos e às políticas públicas para as minorias. A secretaria, com status de ministério, deve ser desmembrada do Ministério da Justiça, que no início do governo Temer passou a ser responsável por ações de “cidadania”.

Temer age como Dilma

Temer demonstra assim que está sendo incoerente com seu discurso de enxugamento da máquina pública. Depois de Dilma ter tentando blindar Lula, é absurdo ver que ele tente utilizar desse mecanismo.

2 respostas para “Temer age como Dilma e cria Ministério para blindar aliados da Lava Jato”

  1. Mauro disse:

    Convordo 100%

  2. João Carlos disse:

    Mudam as môscas mas as fezes são as mesmas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *