Mercado de etanol na região CSUL : situação atual e perspectivas

 

 

Situação atual e perspectivas

Os preços do etanol no Centro-Sul do Brasil atingiram níveis mínimos abaixo da safra passada 2016/17. O etanol hidratado (EH) atingiu o preço de R$ 1,30/litro e o etanol anidro (EA), R$ 1,40/litro. Estes preços não remuneram os custos de produção D+D (despesas mais depreciação). 

Qual a razão desta situação não prevista? A mudança na política de preços da gasolina feita pela Petrobrás.  

A nova política procura fazer a equivalência entre preços de importação da gasolina e os preços na refinaria. Isto é bom para a Petrobrás, que não perde mercado para os concorrentes e nem tem desequilíbrios em seu fluxo de caixa. Também é bom para o consumidor, que se depara com uma política de preços realista, tanto para momentos de alta de preços como para momentos de baixa, como agora.     

E para o produtor de etanol?  

É uma nova realidade de mercado, onde a única regra que certamente ajuda é a busca por custos mínimos de produção e distribuição. E não só devido ao mercado de petróleo e gasolina. O mercado de energia de forma geral busca maior eficiência na produção e no consumo e menor emissão de poluentes na atmosfera.

Este é um desafio que o produtor deve encarar e que vai dar sustentação de longo prazo para o possível e esperado novo programa de estímulo à produção de etanol: o Renovabio. 

Previsão de preços de curto prazo

Considerando que

·       a demanda de etanol no mercado interno será estimulada, após a segunda semana consecutiva em que GO e MG apresentam preços competitivos em relação à gasolina na bomba, além de SP e MT;

·       os preços do petróleo e gasolina estão relativamente altos devido a condições adversas de clima no Golfo do México,  

esperamos relativa estabilidade de preços com viés de alta para esta semana.  

Para maiores detalhes consulte nosso site www.jobeconomia.com.br

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *