Páscoa é chocolate e chocolate é cacau!

Páscoa chegou, e Páscoa é chocolate e chocolate é cacau!

chocolate e cacau

 

 

 

O Brasil já foi o rei do cacau, Itabuna e Ilhéus na Bahia de Jorge Amado, mas o cacau chamado o fruto de ouro, ou o fruto dos deuses.

 

 

Como tudo que tira os homens do chão e os eleva as alturas das ambições e consequentemente das distrações, fomos perdendo foco, e veio uma bruxa, chamada “vassoura da bruxa”, uma doença que devastou o cacau baiano.

Hoje, viramos apenas o 6 Produtor mundial, e somos importadores de 57 mil toneladas de cacau do exterior, para atender a indústria chocolateira brasileira, que tem uma capacidade de processar cerca de 275 mil toneladas de cacau.

Neste ano será realizada em São Paulo, nos dias 22 e 23 de outubro a décima sétima reunião da fundação mundial do cacau, a WCF (Would Cocoa Foundation).

Pela primeira vez o evento será realizado na América Latina e o tema central tratará da busca de iniciativas público privadas objetivando a sustentabilidade do setor cacaueiro internacional.

Eduardo Bastos diretor da associação dos produtores de cacau tem uma visão otimista para o retorno do Brasil a uma auto suficiência na oferta do cacau brasileiro para a indústria do país.

Importar cacau aumenta o custo do produto e gera incertezas necessitando de navios especiais apenas para este tipo de carga.

Vários acordos estão sendo assinados de fomento e há um programa para repor a ceplac, como uma referência da pesquisa do cacau no mundo.

Mas, a palavra de ordem está resumida numa estratégia muito direta e objetiva, aproveitar a reunião da fundação mundial do cacau no Brasil em outubro, para:

Disse Eduardo Bastos diretor executivo da associação de produtores de cacau “encontrar novas lideranças dos setores governamental e privado “.

Agronegócio, hora de atrairmos e identificarmos novas lideranças dos setores públicos e privados em tudo no país, não apenas no cacau, mas que seja um bom começo.

Feliz Páscoa, chocolate é do cacau!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *